Hackers derrubam site que acompanha assinaturas na CPI do Caso Beatriz

 


Hoje, a plataforma que acompanha as assinaturas dos deputados estaduais na proposta de criação da CPI do polêmico caso Beatriz sofreu ataques de hackers e está fora do ar. Liderados por Romero Albuquerque, desde a última semana, parlamentares têm se movimentado para investigar o caso na Assembleia Legislativa de Pernambuco. O site foi criado para que a população pudesse acompanhar a adesão dos demais deputados ao pedido.

Albuquerque garante que a plataforma voltará ao ar ainda hoje. “Não sabemos de onde partiu essa ação, mas estamos trabalhando para descobrir. O site era uma ferramenta de interesse público, e esse foi um ataque não a nós e nem somente ao Caso Beatriz, mas a toda sociedade", Albuquerque declarou. "Apesar das discordâncias entre nós e nossos colegas, não acreditamos que tenha sido iniciativa de algum deles. Seria terrível se fosse", completou.

Ainda de acordo com o blog Magno Martins, o deputado diz que, de acordo com o servidor, os ataques aconteceram durante a madrugada. Mesmo incomodando desde aliados a oposicionistas do governo, até o momento, a proposta tem 13 assinaturas. Outras 4 são necessárias. De qualquer forma, o movimento mexeu com o recesso parlamentar: muitas movimentações nos bastidores e poucas publicamente levam a crer que não será fácil convencer os demais deputados a assinarem o documento.


Blog: O Povo com a Notícia

Vereador é retirado de piscina e preso acusado de racismo; Veja vídeos


O vereador Renato Oliveira (MDB), presidente da Câmara Municipal de Embu das Artes, na Grande São Paulo, foi detido no último domingo (23), no Rio de Janeiro, após uma confusão em uma piscina. De acordo com testemunhas, Oliveira teria ofendido moradores e um funcionário com frases racistas.

Em vídeo, um policial militar aparece entrando na piscina segurando o parlamentar para tentar contê-lo. Em seguida, ele é retirado da piscina com ajuda de algumas pessoas. A Polícia Militar informou que o vereador resistiu à prisão e foi levado para a 32ª DP, onde foi autuado por preconceito, injúria e resistência à prisão.



A versão do vereador
Renato Oliveira foi liberado, e o inquérito vai ser investigado pela Justiça. Ele nega ter sido racista e disse que a confusão teria começado por causa de uma caixa de som ligada por ele e que sequer conversou com o funcionário que o acusou de injúria.

"Pela manhã, cheguei na piscina e estava conversando com alguns senhores que estavam lá, inclusive brinquei com um. Tava com uma caixinha de som, um deles botou até uma música, e depois informaram que não podia som. Eu desliguei e falei que não sairia da piscina. A polícia veio, eu me desculpei com os outros moradores pelo o acontecido, com a orientação dos policiais de que eu poderia permanecer, eu fiquei lá tranquilo na piscina", afirmou.

O vereador contou que os moradores chamaram novamente a polícia militar e foi quando os vídeos foram gravados. “O cabo Henrique pediu para que eu saísse, mas não tinha crime nenhum. Um dos funcionários do condomínio, que eu sequer tinha falado com ele, fato confirmado na delegacia por três testemunhas, me acusou de injúria racial, que não tem nada a ver comigo, nada a ver com minha forma de tratar e o denunciei por denunciação caluniosa e a funcionária que foi com ele por falso testemunho", declarou.

Blog: O Povo com a Notícia

PALAVRA DO DIA - FECHE AS BRECHAS!


Quem não sabe se controlar é tão sem defesa como uma cidade sem muralhas. Provérbios 25:28

Antigamente as cidades eram cercadas por muros para se proteger contra ataques de inimigos. A cidade que não tinha muro eram alvo fácil para que fosse atacada. Esse provérbio faz uma comparação dizendo que uma pessoa que não sabe se controlar é igual uma cidade sem muro.

Muitas vezes não conseguimos ver com os olhos físicos o estrago que se é feito com a falta de controle, mas no reino espiritual uma pessoa sem equilíbrio abre brechas para o inimigo atacar.

Que possamos buscar ter esse equilíbrio e assim fechar as brechas e nos protegermos dos ataques do inimigo.

Deus está nos ensinando a restaurar os nossos muros para que possamos ter uma vida transbordante.

Vamos vigiar no pensar, no falar e no agir!

Homem é preso após agredir esposa acamada com AVC e estuprar a própria filha

 


Um homem de 39 anos, que não teve o nome revelado, foi preso suspeito de agredir a sua esposa de 54 anos que está acamada após um Acidente Vascular Cerebral (AVC), e estuprar a própria filha, de 15 anos. O caso aconteceu nesta última quarta-feira (19), em Belo Horizonte.

Segundo informações, o caso foi descoberto após uma denúncia. Com as investigações foi descoberto que o homem agredia a esposa acamada com chutes, socos, puxões de cabelo e abusava sexualmente da filha.

Eles entraram em contato com a delegacia de polícia para noticiar o caso de uma mulher acamada, em uma situação de dificuldade de mobilidade e fala, que era vítima de violência doméstica. Durante a apuração desses fatos, nós chegamos também à notícia de que a filha era abusada pelo pai desde os 13 anos“, disse a delegada responsável pelo caso.

O homem foi detido e levado para a Delegacia de Polícia. Durante depoimento, o suspeito negou o crime afirmando que ‘jamais abusaria da filha’. O caso está sendo investigado.

Mãe de Jair Bolsonaro morre aos 94 anos no interior de São Paulo

 


A mãe do presidente Jair Bolsonaro (PL), Olinda Bonturi Bolsonaro, morreu na madrugada desta sexta-feira (21), aos 94 anos, em Registro, no interior de São Paulo, onde estava internada desde a última segunda-feira (17).

A morte foi confirmada pelo próprio presidente em uma publicação nas redes sociais. “Com pesar o passamento da minha querida mãe. Que Deus a acolha em sua infinita bondade”, escreveu.

Olinda Bolsonaro morava em Eldorado (SP), que fica a aproximadamente 52 quilômetros de distância de Registro e não conta com hospital de referência.

O presidente que está em viagem oficial ao Suriname, para tratar de questões comerciais com o país, anunciou retorno antecipado ao Brasil.

Em agosto do ano passado, quando Bolsonaro fez uma visita a mãe, o presidente disse que Dona Olinda estava doente. “Minha mãe está com 94 anos, por assim dizer, ela não me reconhece mais. Teve um problema grave de sangramento nos últimos dias e eu resolvi visitá-la porque pode ser né, que seja a última vez. É a vida, é o nosso destino e quem tem mãe sabe que, quem tem mãe viva com essa idade, sabe dos problemas e do que nós devemos a ela”, disse na época.

Caixa paga hoje Auxílio Brasil a cadastrados com NIS final 4

 


A Caixa paga nesta sexta-feira (21) o Auxílio Brasil para beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) final 4. O valor mínimo do benefício é de R$ 400. As datas seguirão o modelo do Bolsa Família, que pagava os beneficiários nos dez últimos dias úteis do mês.

Em janeiro, foram incluídas 3 milhões de famílias no programa, aumentando para 17,5 milhões o total atendido. Segundo o Ministério da Cidadania, serão gastos R$ 7,1 bilhões neste mês com o Auxílio Brasil.

O beneficiário poderá consultar informações sobre as datas de pagamento, o valor do benefício e a composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e o aplicativo Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

Auxílio Gás

O Auxílio Gás também é pago hoje - retroativamente - às famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com NIS final 4. O benefício segue o calendário regular de pagamentos do Auxílio Brasil.

Com duração prevista de cinco anos, o programa beneficiará 5,5 milhões de famílias até o fim de 2026, com o pagamento de 50% do preço médio do botijão de 13 quilos a cada dois meses. Atualmente, a parcela equivale a R$ 52. Para este ano, o Auxílio Gás tem orçamento de R$ 1,9 bilhão.

Só pode fazer parte do programa quem está incluído no CadÚnico e tenha pelo menos um membro da família que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

A lei que criou o programa definiu que a mulher responsável pela família terá preferência, assim como mulheres vítimas de violência doméstica.

Benefícios básicos

O Auxílio Brasil tem três benefícios básicos e seis suplementares, que podem ser adicionados caso o beneficiário consiga um emprego ou tenha um filho que se destaque em competições esportivas ou em competições científicas e acadêmicas.

Podem receber o benefício as famílias com renda per capita de até R$ 100, consideradas em situação de extrema pobreza, e aquelas com renda per capita de até R$ 200, consideradas em condição de pobreza.

A Agência Brasil elaborou guia de perguntas e respostas sobre o Auxílio Brasil. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão critérios para integrar o programa social, nove tipos diferentes de benefícios e o que aconteceu com o Bolsa Família e o auxílio emergencial, que vigoraram até outubro.