Delegado dá detalhes sobre investigação e condena boatos

06:13 Blog do Adeildo Alves 0 Comentários


 

SOBRE O CASO JECONIAS PEREIRA


Foto Jéssica Guabiraba/Farol

EXCLUSIVO

Publicado às 19h50 desta quarta-feira (28)

Farol conversou nesta quarta-feira (28) com o delegado regional Marcos Virgínio, sobre o andamento das investigações do assassinato do policial reformado Jeconias Pereira de Souza, 73 anos [veja aqui]. O idoso foi encontrado morto nesta tarde com o corpo parcialmente carbonizado. O cadáver foi levado para perícia no IML de Caruaru.

Logo após a confirmação do crime, uma rede de boatos cresceu por meio das redes sociais dando conta de uma possível autoria do homicídio. No entanto, cuidado! Dr. Marcos faz um importante alerta à população, para que não se julgue ou apontem culpados sem antes a investigação chegar ao fim. Confira a entrevista conduzida pela repórter do Farol, Jéssica Guabiraba.

ENTREVISTA DELEGADO REGIONAL MARCOS VIRGÍNIO SOBRE O CASO JECONIAS PEREIRA

FAROL – Dr. Marcos, após a confirmação do assassinato do policial reformado Jeconias Pereira, houve uma séries de especulações na cidade sobre a possível autoria do crime, o que o senhor poderia adiantar das investigações sobre este fato?

Delegado Regional Marcos Virgínio – Primeiro, o que a Polícia Civil tem para registrar é que ontem (27) nós tomamos conhecimento do desaparecimento do policial reformado Jeconias Pereira de Souza, a partir do primeiro momento que nós tomamos conhecimento desse fato já demos início à investigação, que teve início ontem e durou toda a noite e continuou hoje pela manhã até que recebemos essa triste notícia. Ainda ontem algumas pessoas já foram conduzidas para a Delegacia a fim de esclarecer esse desaparecimento, foram tomadas algumas medidas investigativas iniciais e foi dada início à investigação. Essas pessoas que foram conduzidas, vieram para cá na condição de pessoas que por último tiveram contato com a pessoa que desapareceu e isso por si só não é possível fazer com que elas sejam consideradas acusadas, investigadas ou não. Esse boato que tem corrido por aí, que inclusive é um desserviço para polícia, para a investigação, isso é péssimo porque leva as pessoas que não têm o conhecimento e por essa razão é importante que a Polícia Civil venha até a imprensa para esclarecer de que uma pessoa que está na condição de investigado, a investigação pode concluir, inclusive que nada teve a ver [com o crime] ou que ela realmente foi a culpada.

0 comentários: